Cães & frio | Dogs & cold

Apesar do clima ameno em Portugal, no Inverno as temperaturas frias, o vento, a chuva e até mesmo a neve também chegam cá. 

Existem raças de cão, típicas de zonas frias, que toleram bem estas temperaturas, como é o caso do bernaise mountain dog, do husky siberiano ou do nosso Serra da Estrela. No entanto, a maioria dos casos não é assim. A maior parte dos cães sofrem (bastante) com o frio, até porque a sua temperatura corporal é bastante superior à nossa. 

Durante o inverno seque o seu cão quando chega de um passeio, em que as patas e a barriga estão possivelmente molhadas, tenha uma cama quente e seca disponível com uma manta ou cobertor e, escusado será dizer, nas noites frias e/ou chuvosas não deixe o seu cão no exterior.

Relativamente à roupa para cão… Sim, são uma ótima ajuda para alguns cães, e sim eu sei que o lema do Ruff Dog é para cães a sério. Mas também não estou a falar de tutus cor-de-rosa. Estou a falar de camisolas para cão ou casacos. Existem alguns que servem exclusivamente para “aquecer” outros que são para proteger da chuva. Existem de várias marcas, cores, materiais e feitios. São especialmente uteis para cães sem sub-pêlo como é o caso dos pitbull, “staffys” ou galgos.

São cuidados simples mas que fazem a diferença. Mais uma vez estes cuidados são mais importantes ainda nos cães em estádios fisiológicos mais frágeis – cachorros, cães idosos, cães doentes.


Despite mild climate in Portugal, in the winter the cold, the wind, the rain and even the snow also exist.

There are dog breeds, typical of cold areas, that tolerate these temperatures well, such as the bernaise mountain dog, the Siberian Husky or our Serra da Estrela. However, most cases are not so. Most dogs suffer with cold, because of its body temperature, being much higher than ours.

During the winter, dry your dog after a walk (probably his legs and belly are wet), have a warm and dry bed available with a blanket and, off course, on cold and rainy nights do not let your dog outside.

Regarding dog clothing … Yes, they are an important thing for some dogs, I’m not talking about pink tutus, I’m talking about warm swets or coats for dogs. There are some that are exclusively for “warm up” others that are to protect from the rain. There are many brands, colours, materials and features. They are especially useful for dogs with no undercoat such as pitbulls, staffys or greyhounds.

They are simple cares but they make the difference. Once again this is specially important for dogs in weaker physiological stages, like puppys, elderly or sick dogs.


Modelo | Model : Kay_thecrazymuttbull

Coração de Novilho | Bovine Heart

No prato de hoje incluímos coração de novilho. 
A carne de coração é rica em coenzima Q10, arginina, taurina e carnitina, compostos estes que são protectores da função cardíaca.
Recomenda-se a inclusão deste tipo de carne duas a três vezes por semana, principalmente em cães com doença cardíaca e cães em idade geriatrica.


In today’s dish we include a bovine heart.
Heart meat is rich in coenzyme Q10, arginine, taurine and carnitine, these compounds that are protective of heart function.
It is recommended to include this type of meat two to three times a week, especially in dogs with heart disease and dogs of geriatric age.

KELP

Actualmente têm surgido muitos produtos, conhecidos como “super-alimentos” que invadiram as redes sociais, as revistas e as prateleiras dos supermercados.
As algas como a spirulina ou a kelp, são exemplos disso mesmo.

Quais os benefícios do seu consumo de algas marinhas?
As algas são ricas em aminoácidos, minerais, vitaminas e fitonutrientes, como os licopenos e carotenos. Têm ainda a grande vantagem de não terem celulose na sua parede celular, tornando possível a sua absorção pelo sistema digestivo dos cães.

Estudos mostram que:
– A elevada quantidade de nutrientes contribuem para os metabolismos de produção de energia e melhoram o sistema imunológico. 
– São também muito ricas em iodo e ajudam no suporte das glândulas endócrinas (como por exemplo a tiroide);
– Têm ainda elevado potencial anti-cancerígeno porque são ricas em antioxidantes, em triptofano e inibem a acumulação de metais pesados.

A Kelp é uma planta marinha rica em minerais e vitaminas lipossolúveis (A,D,E e K) e do complexo B, contém alginato de sódio que se liga aos metais pesados depositados no organismo do cão permitindo a sua eliminação. É uma óptima fonte de iodo que promove a função tiroideia e beneficia especialmente cães que sofrem de hipotiroidismo. É ainda fonte de ómega-3 pelo que além de ajudar a manter uma pele e pelo brilhante, têm propriedades anti-inflamatórias.


Many products have now come up, known as “super-foods” that have invaded the social networks, magazines, and supermarket shelves.
Seaweed such as spirulina or kelp are examples of this.

What are the benefits of your seaweed consumption?
Seaweed are rich in amino acids, minerals, vitamins and phytonutrients such as lycopenes and carotenes. They also have the great advantage of not having cellulose in their cell wall, making possible its absorption by the digestive system of dogs.

Studies show that:
– The high amount of nutrients contribute to the metabolisms of energy production and improve the immune system.
– They are also very rich in iodine and help support the endocrine glands (such as thyroid);
– They have high anti-carcinogenic potential because they are rich in antioxidants, tryptophan and inhibit the accumulation of heavy metals.

Kelp is a marine plant rich in minerals and fat soluble vitamins (A, D, E and K) and the B complex, contains sodium alginate that binds to the heavy metals deposited in the body of the dog allowing its elimination. It is a great source of iodine that promotes thyroid function and especially benefits dogs suffering from hypothyroidism. It is still a source of omega-3 so that in addition to helping to maintain a skin and shiny, they have anti-inflammatory properties.

Kelp

Actualmente têm surgido muitos produtos, conhecidos como “super-alimentos” que invadiram as redes sociais, as revistas e as prateleiras dos supermercados.

As algas como a spirulina ou a kelp, são exemplos disso mesmo.

Quais os benefícios do seu consumo de algas marinhas?

As algas são ricas em aminoácidos, minerais, vitaminas e fitonutrientes, como os licopenos e carotenos. Têm ainda a grande vantagem de não terem celulose na sua parede celular, tornando possível a sua absorção pelo sistema digestivo dos cães.

Estudos mostram que:

– A elevada quantidade de nutrientes contribuem para os metabolismos de produção de energia e melhoram o sistema imunológico. 

– São também muito ricas em iodo e ajudam no suporte das glândulas endócrinas (como por exemplo a tiroide);

– Têm ainda elevado potencial anti-cancerígeno porque são ricas em antioxidantes, em triptofano e inibem a acumulação de metais pesados.

A Kelp é uma planta marinha rica em minerais e vitaminas lipossolúveis (A,D,E e K) e do complexo B, contém alginato de sódio que se liga aos metais pesados depositados no organismo do cão permitindo a sua eliminação. É uma óptima fonte de iodo que promove a função tiroideia e beneficia especialmente cães que sofrem de hipotiroidismo. É ainda fonte de ómega-3 pelo que além de ajudar a manter uma pele e pelo brilhante, têm propriedades anti-inflamatórias.


Many products have now come up, known as “super-foods” that have invaded the social networks, magazines, and supermarket shelves.

Seaweed such as spirulina or kelp are examples of this.

What are the benefits of your seaweed consumption?

Seaweed are rich in amino acids, minerals, vitamins and phytonutrients such as lycopenes and carotenes. They also have the great advantage of not having cellulose in their cell wall, making possible its absorption by the digestive system of dogs.

 

Studies show that:

– The high amount of nutrients contribute to the metabolisms of energy production and improve the immune system.

– They are also very rich in iodine and help support the endocrine glands (such as thyroid);

– They have high anti-carcinogenic potential because they are rich in antioxidants, tryptophan and inhibit the accumulation of heavy metals.

Kelp is a marine plant rich in minerals and fat soluble vitamins (A, D, E and K) and the B complex, contains sodium alginate that binds to the heavy metals deposited in the body of the dog allowing its elimination. It is a great source of iodine that promotes thyroid function and especially benefits dogs suffering from hypothyroidism. It is still a source of omega-3 so that in addition to helping to maintain a skin and shiny, they have anti-inflammatory properties.


Estrela de Natal

Diversas espécies de plantas ornamentais, comuns no ambiente urbano e doméstico possuem toxinas perigosas para os cães. Nesta altura do ano é comum as casas em Portugal encherem-se de “Estrelas do Natal”. Esta planta é especialmente tóxica quando ingerida, mas se “farejada” com alguma intensidade pode ter o mesmo resultado.
As reacções podem ser mais ligeiras como vómitos e diarreia, mas podem também ser mais graves com envolvimento neurológico e/ou cardiorespiratório.

Assim, mais vale prevenir! Se tem cães não tenha esta planta em casa, se tiver mesmo que ser, garanta que não está ao alcance do seu animal (e não se esqueça que eles conseguem ser bastante artistas quando sozinhos).


Several species of ornamental plants, common in the urban and domestic environment, possess harmful toxins for dogs. At this time of year it is common for houses in Portugal to fill up with “Christmas Stars”. This plant is especially toxic when ingested, but if “sniffed” with some intensity can have the same result.

The reactions may be milder such as vomiting and diarrhea, but may also be more severe with neurological and / or cardiorespiratory involvement.

So better to be warned! If you have dogs do not have this plant at home, if it has to be, ensure that it is not within your pet’s reach (and do not forget that they can be quite artists when alone).

Disfunção cognitiva canina | CCD


Quase todos os cães, à medida que envelhecem, têm algum grau de CCD, uma demência semelhante ao Alzheimer em humanos.
As causas do CCD ainda não são conhecidas, mas estudos indicam que cerca de 30% dos cães com 11 anos apresentam um ou mais sinais de comprometimento cognitivo, valor que aumenta para 68% em cães com mais de 15 anos.

Memorize a sigla: DISHA
D – Disorientation
I – Interactions
S – Sleep – wake cycle changes
H – House soiling
A – Activity

Desorientação – há vários sinais nem sempre fáceis de identificar… Mas se recorrentemente reparar que o seu cão coloca o focinho do lado errado da porta, ou ao ir para casa parar no portão do vizinho ou deitar-se num sitio estranho ou diferente do habitual…Fique atento.

Interações – se ao longo da vida o seu cão ladrou sempre que alguém chega a casa e de repente, sem treino, isso começa a não acontecer, se o deixou de vir receber à porta, se deixa de reagir a estímulos que sempre o animaram como ir buscar a trela para ir à rua ou abrir a caixa dos biscoitos ou até se muda a forma como interage com pessoas (ex. Cão amigável mostrar sinais de agressividade) podem ser sinais de CCD. Mas também podem ser apenas sinais de dor ou desconforto! Leve sempre ao médico veterinário.

Mudanças no ciclo vigília-sono – este ponto é mais fácil de identificar, por exemplo: o cão passeia de um lado para o outro da casa durante a noite e depois passa a manhã a dormir.

Casa Suja – se sempre teve um cão limpo que fazia as suas necessidades na rua e de repente começar a urinar ou defecar dentro de casa (isto pode acontecer por perda de memória, por problema de controlo de esfincteres ou até por infecção urinária. Mais uma vez, consulte o seu médico veterinário.

Actividade – O cão tem menos interesse em explorar o ambiente ou a responder a um estímulo ou apresentar movimentos repetitivos, abanar a cabeça, andar em círculos. Estes sinais podem ser sinais de CCD mas podem também estar relacionados com problemas de visão ou audição ou um problema neurológico mais grave, pelo que também neste caso deverá consultar o médico veterinário.

O que fazer ?
Adapte a casa, facilite as rotinas, mime o seu cão. Infelizmente a vida deles é sempre mais curta do que devia.
Pode também fornecer uma alimentação rica em ácidos gordos como o ómega-3 para ajudar a retardar o envelhecimento celular.


Almost all dogs, as they get older, have some degree of CCD, a dementia similar to Alzheimer’s in humans. The causes of CCD are not yet known, but studies indicate that about 30% of 11-year-old dogs have one or more signs of cognitive impairment, increasing to 68% in dogs older than 15 years.

Memorize this: DISHA
D – Disorientation
I – Interactions
S – Sleep – wake cycle changes
H – House soiling
A – Activity

Disorientation – there are several signs that are not always easy to identify … But if you regularly notice that your dog puts his muzzle on the wrong side of the door, or when he goes home he stops at the neighbor’s gate or lies in a strange or different place from the habitual … Stay tuned.

Interactions – if throughout your life your dog barks whenever someone comes home and suddenly, without training, this does not happen, if you stop coming to receive at the door, you stop reacting to stimuli that have always encouraged you as go get the leash to go to the street or open the box of cookies or even change the way you interact with people (eg dog friendly show signs of aggression) can be signs of CCD. But they can also just be signs of pain or discomfort! Always take the veterinarian.

Changes in the wake-sleep cycle – this point is easier to identify, for example: the dog wanders from side to side of the house at night and then passes the morning to sleep.

Dirty House – if you always had a clean dog that did your needs on the street and suddenly started to urinate or defecate in the house (this could happen due to memory loss, problem of control of sphincters or even urinary tract infection. consult your veterinarian.

Activity – The dog has less interest in exploring the environment or responding to a stimulus or having repetitive movements, shaking his head, walking in circles. These signs may be signs of CCD but may also be related to vision or hearing problems or a more serious neurological problem, so in this case you should also consult your veterinarian.

What to do ?

Adapt the house, facilitate the routines, pamper your dog. Unfortunately their lives are always shorter than they should.

It can also provide a diet rich in fatty acids like omega-3 to help slow cellular aging


Modelo | Model: Pipa (já é uma estrelinha)

Tártaro | Tartar

Numa perspectiva de desmistificar uma ideia que a maioria dos donos tem em relação a uma das “vantagens” da alimentação por ração mostro-vos a fotografia dos dentes do Nero que viveu os primeiros 8 anos da sua vida a comer ração.

Sabem quando dizem: Comer ração “lava os dentes”, os cães que comem ração não desenvolvem tártaro…
Tenho vontade de rir. OU chorar. Conforme o espírito do dia!

A ração (lamentavelmente) não lava os dentes. Eventualmente lavaria se os cães mastigassem. Mas como têm 42 dentes que servem para rasgar, no máximo partem 1 ou 2 bagos de ração a cada 10 que engolem, não há qualquer tipo de lavagem.

Se alimenta o seu cão a ração, deve lavar os dentes dele com escova e pasta (específica para cães). Caso contrário é isto (fotografia) que acontece. E quando está neste extremo, a única forma de resolver é com uma destartarização (que envolve uma anestesia geral, visto que o cão não fica quieto de boca aberta…)

Sugestões: 
Um osso com cartilagens, como por exemplo o joelho do porco, faz MARAVILHAS, e é um osso seguro mesmo para cães inexperientes. 
(quando a doença periodontal já está muito avançada, o cão pode não roer o osso com os dentes com mais tártaro pois causa dor)

PS – a “culpa” disto não é minha… o Nero foi adoptado em adulto com 8 anos. Hoje em dia, depois de uma destartarização e de passar para Alimentação Natural tem uns dentes e gengivas saudáveis!


In a perspective of demystifying an idea that most owners have in relation to one of the “advantages” of feeding kibble, I show you the photograph of the teeth of Nero who lived the first 8 years of his life eating kibble.

You know when they say: Eat kibble “washes teeth”, dogs that eat kibble do not develop tartar …I feel like laughing. Or cry. According to the spirit of the day!

Kibble (unfortunately) don’t wash the teeth. It would eventually wash if the dogs chewed. But as they have 42 teeth that serve to tear, at most leave 1 or 2 berries of kibble every 10 that swallow, there is not any type of washing.

If you feed your dog with kibble, you should wash his teeth with a brush and paste (dog specific). Otherwise it is this (photograph) that happens. And when it is in this extreme, the only way to solve it is with a destartarization (which involves a general anesthetic, since the dog does not stand still with his mouth open …)

Suggestions:

A bone with cartilage, such as the pig’s knee, makes WONDERS, and is a safe bone even for inexperienced dogs. (when the periodontal disease is already very advanced, the dog may not chew the bone with the teeth with more tartar because it causes pain)

PS – the “fault” of this is not mine … Nero was adopted as an 8 year old. Nowadays, after a detartarization and to move to Natural Food has healthy teeth and gums!

Nutrição do cão | Dog Nutrition

Fazer alimentação natural NÃO É carne com arroz e cenoura, não é dar restos, não é alimentação vegetariana para o cão e não é juntar arroz à ração!

Independentemente do tipo de alimentação natural escolhida – sim, existem vários tipos de alimentação natural: AN cozida, RAW, ANE, BARF… – é sempre necessário garantir que as quantidades dos diferentes alimentos são fornecidas para termos a certeza que todas as necessidades nutricionais são cumpridas.


Feeding Natural food to your dog is NOT meat with rice and carrots, it is not giving leftovers, it isn’t vegetarian food for the dog and it isn’t add rice to the kibble!

Regardless of the type of natural food chosen – yes, there are several types of natural feeding: AN cooked, RAW, ANE, BARF … – it is always necessary to ensure that the quantities of different foods are provided to make sure that all nutritional needs are fulfilled.


Ração colorida | Colored kibble

Sabia que as bolinhas de ração coloridas foram criadas para atrair os donos dos cães ?
Os cães não ligam nenhuma às cores, mas está estudado que os humanos associam determinadas cores a alimentos criando assim a ilusão de que a ração é mais rica. Por exemplo: verde a legumes, amarelo a carne de frango ou encarnado a carne de vaca.
Na verdade é só corantes…
(ou tinta!)


Did you know that colored kibble were created to attract dog owners?

Dogs do not link any of the colors, but it’s been studied that humans associate certain colors with food thus creating the illusion that the ration is richer. For example: green on vegetables, yellow on chicken or red on beef .

Actually, it’s just dyes …(or ink!)

Ómega-3

Continuando a falar sobre a suplementação de ómega-3…
– quais as vantagens,
– algumas notas importantes sobre a conservação.


Continuing to talk about omega-3 supplementation …

– Benefits

– some important notes on conservation.